Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

Prosaicamente fardada

Prosaicamente fardada,
Guerreia a espécie dos profetas.

Mal compreendido o amor pela palavra,
Mal vivida sua ausência

Chove-nos verdades,
Mas esvai-se o vital pelas fronteiras.